quinta-feira, 6 de junho de 2013

CONFRONTAR O PECADO.



“Um rebanho não está totalmente limpo se tiver uma ovelha suja. Se eu tiver pecado na minha vida, a igreja da qual faço parte será manchada. O primeiro passo no caminho à pureza da igreja é corrigir os pecados nas nossas próprias vidas. É muito mais fácil criticar os outros do que limpar a nossa própria casa. Quantas vezes ficamos olhando pela janela para ver as falhas dos outros quando precisamos olhar no espelho e enxergar os nossos erros? Jesus perguntou: “Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? .... Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão” (Mateus 7:3-5).”

Vivemos tempos trabalhosos e cada dia fica notório que muitos não estão buscando uma vida de santidade, pelo contrario cada vez mais o amor de muitos vai esfriando, o pecado, digo, o pecado tem se tornada algo confortável na vida de muita gente, parece tudo normal.

Quando na verdade deveríamos confrontar o pecado, e eliminar na nossa vida a começar de nossa casa, e não tentar limpar o outro, ou querer ver a falha do outro. Esta na hora de deixar tudo, e viver realmente uma vida de santidade, ou deixar nada e viver uma vida carnal sabendo que o inferno está às portas para tragar, e destruir.

A igreja do Senhor é composta de pessoas chamadas para deixar o pecado e sair definitivamente do império das trevas (Colossenses 1:13). O desejo de todo discípulo deve ser de manter a santificação – a separação da iniquidade – para imitar e honrar o Mestre que o resgatou. As pessoas que fazem parte da igreja de Deus foram chamadas “para ser santos” (1 Coríntios 1:2). O Senhor que nos chamou disse: “Sede santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16).

Qual é a sua escolha? Confrontar o pecado e viver uma vida de santidade para Deus e a igreja ser abençoada mais e mais, ou vai continuar no pecado achando que tudo é normal.

Feliz Aniversário!